A minha sociedade

Há alguns anos atrás, uma prima minha esteve em Cuba. Ela estava a estudar medicina e fez um estágio num hospital cubano. Em conversa, numa daquelas festas de família habituais, ela irritou-se com primos e tios quando começaram a dizer que, na altura da ditadura, vivia-se muito melhor em Portugal.

Devo explicar, antes de mais, que a minha família é muito portuguesa, logo saudosa de tudo o que já não tem. Para além disso, a maior parte da família esteve grande parte da ditadura em Angola, por isso têm uma visão muito própria.

A verdade é que a minha prima começou a perguntar às pessoas se queriam que a ditadura voltasse. Descreveu ao pormenor tudo o que tinha visto nos hospitais cubanos onde a ditadura ainda persiste. Ela voltou com uma visão horrorosa de todos os países sob um regime ditatorial. No final, arrematou a exposição com a frase “prefiro viver nesta democracia do que viver numa ditadura”.

Hoje, a pouco mais de dois meses dos festejos do Dia da Liberdade, parece-me importante para os portugueses meditarem sobre essa frase. Será que os portugueses preferem viver nesta democracia? A ditadura não é opção, se bem que, no meu entender, também não o é esta democracia.

Vivemos actualmente numa sociedade em que o Primeiro-Ministro se vê acusado na praça pública de tentar controlar a comunicação social. Vivemos num país em que as pessoas escrevem apenas para deixar ficar mal alguém de quem não gostam, sem mesmo se salvaguardarem com uma pesquisa fundamental. Vivemos num país que vive das aparências e das exposições mediáticas. Chegamos mesmo a ouvir dizer que “quem não é mediático não é ninguém”.

Será isto uma democracia? Será isto a democracia que os nossos pais e avós se arriscaram para ter? Será este o Portugal que o povo mais amistoso, hospedeiro e “desenrasca” do mundo quer para si?

Eu quero viver numa sociedade que prime pela liberdade. Essa liberdade consiste em ser construtivo, em respeitar todas as culturas, nações, religiões e opções de vida, em ser claro, perceptível e sensível ao contínuo desenvolvimento social e humano. Enfim, eu quero viver numa sociedade que se uniu para conquistar o mundo e a sua liberdade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s