Vida

A vida
A vida é um enigma.
Um enigma disfarçado.
Um enigma disfarçado de vida.
Uma vida real, temporal, espacial e material.
Uma vida que se resume a tempos, espaços, corpos, coisas.
Que apenas nos baralha e esconde as lembranças de vida já vivida.
Lembranças que nos guiam nas escolhas desta vida disfarçada de realidade.
A vida real é uma ilusão que nos faz questionar a razão de vivermos este enigma: Porquê? Qual o motivo para fazermos isto ou aquilo? Porque razão nos acontece o que acontece? Porquê rir? Porquê chorar? Porquê ser feliz ou infeliz? Que raio de vida é esta que me parece tão irreal?
A vida é mais do que respirar, mais do que ter, mais do que experimentar, mais do que querer!
Viver é ser!
Ser o quê? O que este enigma disfarçado de vida pede de nós? Ser o que podemos ser? Ser o quê?
A vida, aquela que se disfarça, é brincalhona, surreal e uma pestinha que nos prega partidas todos os dias.
Partidas que nos levam a ser.
A ser VIDA!
Vida repleta de luz fortalecida pelas trevas. Imprime em nós uma energia vital repleta de trevas iluminadas pelo nosso brilho único e de luz universal incentivada pelo nosso lado mais sombrio!
A vida é um enigma disfarçado de vida!
A vida motiva o retorno à Unidade!
O nosso lado luz une-se ao nosso lado trevas para nos conduzir de volta ao centro do nosso ser.
Somos um vórtice de energia que gira a alta velocidade e oscila entre o vazio do centro e o colorido iluminado do fluxo energético.
O vórtice gira e a cada movimento liberta uma memória.
Cada memória encaixa num puzzle de biliões de peças desconexas e desvenda o profundo do nosso ser.
Grande marota!
Procuramos vida, vivências, felicidade, alegria, vida lá fora
Corpos, tempos, espaços, coisas…tudo capta a nossa atenção.
E procuramos, assim, fora da vida uma vida real ilusória que disfarça um enigma chamado vida!
Enfim!
A vida está em nós!
Nem dentro nem fora, pois não temos corpo, nem tempo, nem espaço.
Apenas somos vida!
Sem nós a vida não é vida!
Sem vida nós não somos nós!
A vida é a energia que move o nosso vórtice!
E por ele passam muitos corpos, muitos tempos, muitos espaços, muitas coisas.
Todos juntos formam o puzzle de biliões de peças que insistimos em esconder dentro de nós, dentro daquele raro enigma que nos faz fluir – vida!
A vida que há em nós!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s