Pessoas autênticas salvam o mundo!


Por que nos desculpamos tanto por sermos quem somos?
Já pensaram nisso?
Pedir desculpa por sermos quem somos é negar o direito de ser.
Porque negamos tantas vezes o direito de sermos quem somos?
E quando vemos alguém que tem a coragem de ser autêntico, acabamos por julgá-lo.
Porquê?
Estamos todos mortos, ainda a respirar?
Somos todos tão estúpidos e desligados?
Porquê?
Por que tendemos a esconder quem somos?
Só porque pensamos que talvez as outras pessoas não nos aceitem, então temos que fingir, temos que nos esconder e fingir que somos a pessoa perfeita que achamos que os outros esperam de nós.
Balelas! Estamos apenas a projectar a nossa falta de aceitação. Achamos que os outros não nos aceitarão, porque não nos aceitamos.
E como justificamos esse pensamento? “Não, espere. Temos que fazer assim porque isso é aceite pela sociedade”.
Bem, há tantas pessoas que fazem esta sociedade grande, especialmente porque não estão dentro dos padrões da sociedade.
Quem disse que temos que fazer coisas dentro de um certo modelo?
Bem, provavelmente ouvimos isso quando estávamos a crescer. Aprendemos com os outros. E os nossos pais tinham as próprias crenças e ensinaram-nos o que acreditavam que ser melhor para nós.
Devem ter visto muita gente a ser maltratada porque tiveram a coragem de ser diferentes. Eles não queriam que os seus filhos sofressem, então “não faças isso porque assim não serás feliz”.
Bem, é exactamente o oposto. Não seremos felizes se nos escondermos. Não seremos felizes se fingirmos ser alguém que não somos; se fizermos as coisas por obrigação.
Acreditem! Não sou feliz sempre que tento corresponder às expectativas dos outros ou a uma ideia que acho que os outros têm. E essa é a diferença. Ninguém me disse as suas expectativas. Eu é que finjo saber o que os outros esperam de mim.
E às vezes – e isso é estúpido – eu perco toneladas de oportunidades para ser feliz, especialmente porque não sou eu mesma. Eu fingia ser a pessoa perfeita que acreditava ter que ser para os outros me aceitarem.
É por isso que julgamos tantas vezes. Estamos sempre a fazê-lo, julgamos os outros, e, nesse exacto momento, se olharmos para dentro, veremos que, no final, trata-se de auto-julgamento, porque estamos a projectar nos outros o que vemos em nós.
Há também aquelas pessoas irritantes e detestáveis que entram na nossa vida apenas para nos provocar.
Elas aparecem na nossa vida, porque precisamos perder o controlo, precisamos soltar-nos, precisamos parar de fingir, precisamos conectar-nos com nossas emoções e com nosso eu interior.
Quando nos conectarmos com o nosso eu interior, conectaremos com o nosso eu superior e quando nos conectarmos com nosso eu superior conectaremos com o universo. E isso é algo que ninguém pode mudar.
Por isso, é hora de acordar! É hora de acordar aquele ser humano magnífico, imperfeito e único que vive dentro de ti e iluminar o mundo.
Sabes porquê?
Porque o mundo precisa de pessoas únicas, autênticas e genuínas.
O mundo não precisa de cópias, porque as cópias mostram seres desconectados que criam um mundo cheio de guerras, doenças e miséria.
O mundo precisa de pessoas conectadas, de pessoas iluminadas. Teremos sempre o nosso lado negro, mas até mesmo o ser mais coberto pelas trevas pode ser iluminado.
Por favor, conecta-te com teu eu interior com toda a alegria que conseguires e ilumina o mundo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s