A ti, que me esperas!

A ti, que me esperas!
A ti, que me compreendes!
A ti, que me procuras!
Estou aqui!
Aqui te espero!
Aqui te compreendo!
Aqui te busco de alma cheia!
Porque será que ainda estamos afastados?
Será que estamos afastados?
Então, porque razão te sinto aqui?
E, ao mesmo tempo, sinto-me tão só…
Será isso que nos separa?
A sensação de vazio, de solitude que busca em qualquer um por todo o lado a tua serenidade, a tua parecença, a tua presença…
Quando fecho os olhos, não consigo ver a tua face sorridente e, mesmo assim, sinto a tua luz a invadir o meu ser.
Quem és tu, afinal?
Onde estás escondido?
Plain sight!
Quando sentirei o teu toque?
Porquê? Porque razão não estás aqui comigo?
Como posso eu ter-te a meu lado?
O que posso eu fazer para te ter?
Já me tens no teu coração!
Deixa-me sair.
Usa-me para amar.
Ama-te como eu te amo.
Ama os teus sem julgamento.
Ama a vida que tens.
Ama apenas e assim me encontrarás.
Ama incondicionalmente!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s