Os vários mundos de ser humano

O ser humano é um todo vivo, composto por vários mundos: (1) o mundo material ou corpóreo; (2) o mundo mental; (3) o mundo emocional; e (4) o mundo espiritual. Não somos apenas corpo, apenas mente, apenas emoção ou apenas espírito. Somos um todo onde os quatro mundos se articulam entre si.
O mundo corpóreo ou material é o exterior; esse exterior que tantas pessoas hipnotiza, nos dias de hoje. Por outras palavras, dentro deste mundo corpóreo inclui-se o nosso corpo e os corpos que nos rodeiam, sejam eles animados ou inanimados. É este mundo que nos dá a sensação de enraizamento e permite ter a ilusão de conexão com a Terra. Aqui incluo tudo o que exteriormente pode passar uma ideia de quem somos (a forma como nos vestimos, a forma como falamos, a forma como nos apresentamos, o trabalho que fazemos, o local onde vivemos, a saúde que temos, etc).
O mundo mental está relacionado com o ar, com o movimento, ou seja, aquilo que nos faz mover e que também pode impedir-nos de mover, de progredir. Estamos assim a falar de pensamentos, de crenças, de percepções, de preconceitos, o todo mental que pode empurrar-nos e fortalecer, como pode prender-nos e enfraquecer. Aqui estamos a falar de tudo que pode promover uma transformação de paradigmas.
O mundo das emoções é fundamental para o nosso crescimento, porque as emoções têm a força e o poder de nos desalinhar, se bem que têm também a forma de nos centrar, de nos ajudar a perceber qual o caminho a seguir. Assim, incluo aqui todas as necessidades, sejam fisiológicas, emocionais, de pertença, de realização, de segurança. Todas as necessidades provocam emoções, sendo por isso fundamental perceber que tipo de necessidades estão vivas em nós, se estão a ser satisfeitas ou não e que tipo de sentimentos provocam; e que impacto estas necessidades e emoções têm na nossa vida – bloqueiam ou fortalecem-nos, ajudando a ultrapassar obstáculos e a concretizar sonhos?
O mundo espiritual consiste na relação que temos connosco mesmos, para além do significado que damos à vida e o conhecimento que temos do nosso propósito de vida e missão de vida. Assim, é no mundo espiritual que respondemos a questões como Amo-me? Estimo e aprecio quem sou? Que significado tem a vida? Em que é que acredito? Qual é a minha verdadeira função neste mundo? Qual é o meu papel nesta vida? O que é que me trouxe cá?
Estes quatro mundos articulam-se entre si e constituem o cubo único que cada um de nós é! Somos seres corpóreos, seres mentais, seres emocionais, seres espirituais… será que podemos ser apenas um desses seres? Será que podemos mudar algo num desses mundos, que compõem o nosso ser, sem que essa transformação tenha impacto nos outros mundos do ser que somos? Não. Por isso, a transformação deve ser implementada no todo, a todos os níveis, em virtude de o desequilíbrio de um destes mundos ser manifestado no todo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s