Hoje, estou bem disposta!


Durante grande parte da minha vida, tive uma forte convicção de que os limites eram como uma parede que nos afastava dos outros.
Na altura, fazia sentido.
Dar sem restrições, sem limites, era o meu lema!
Tudo para provar o meu valor.
Curiosamente, essa crença acabou por me afastar dos outros.
A necessidade de ser aceite mantinha as pessoas à distância.
O medo de falhar empurrava-me para funções abaixo das minhas capacidades.
A necessidade de ser valorizada fazia-me sentir subaproveitada.
Aos poucos fui abrindo os olhos, libertei-me das coisas que já não me servem!
E assim, percebi que o reconhecimento que exigia dos outros era reflexo do reconhecimento que negava a mim mesma.
Hoje, sei que, naquela altura, o meu foco estava desfocado da realidade.
Hoje, foco em mim.
Estou aqui para mim como tenho estado para os outros.
Hoje, dou a mim o que sempre dei aos outros.
Afinal, só posso dar aos outros o que tenho em mim.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s