Quarentena


Quarentena deve ser das palavras mais faladas em todo o mundo, nos dias de hoje.
Tem sido apontada como o caminho de transformações profundas na vivência humana. Os benefícios mais apontados são a eficácia no controlo da propagação do Covid-19 e na regeneração da mãe Natureza.
Mesmo assim, a quarentena é vista como responsável pelo aumento de episódios depressivos na população mundial; como a causa de mais uma profunda crise financeira ao nível mundial; e como o momento escolhido por diversos casais para terminar o relacionamento.
Ultimamente, tenho ouvido várias questões relacionadas com as relações terminadas durante a quarentena – a questão que mais ouvi foi sobre o que levou ao fim de uma relação. As pessoas tentam encontrar um motivo que justifique esse fim e que, de alguma forma, as deixe mais seguras em relação ao seu próprio relacionamento.
Perguntam e esperam uma resposta objectiva e “acertada”.
A verdade é que eu não sei! Não faço ideia do que pode levar duas pessoas conscientes, que um dia se apaixonaram a terminar o relacionamento.
A motivação do término de um relacionamento pode ser o fim do sentimento; ou o tempo de confinamento obrigar a mais contacto e isso mostrar que a relação já não faz sentido na vida daquelas pessoas; ou até os eventos astrológicos que mais impacto têm nas relações humanas; entre outras justificações mais ou menos aceitáveis e credíveis.
Seja como for, concordo com a ideia que esta fase de confinamento, mais ou menos radical, é o caminho de transformações profundas na vivência humana, pois dá-nos a oportunidade de questionar como temos vivido, como temos abusado da sorte ao explorar o mundo da forma que o fazemos e como queremos viver daqui para a frente.
Será que queremos continuar a viver na ilusão?
Democracia ilusória…
Proximidade ilusória…
Necessidades ilusórias…
Saúde ilusória…
Que sentido faz ingerir alimentos geneticamente alterados?
Que sentido faz rodear-nos de redes electromagnéticas?
Que sentido faz manter uma sociedade doente, acéfala e manipulável?
Que sentido faz tratar os sintomas em vez da causa de uma doença?
Que sentido faz aplicar tratamentos que enfraquecem o organismo humano?
Que sentido faz ter meios para comunicar com pessoas do outro lado do mundo, quando não somos capazes de comunicar com as pessoas que vivem na mesma casa?
Fico por aqui, porque esta lista é longa!
Fico por aqui, porque agora é a vossa vez de contribuir para esta reflexão.
Deixem nos comentários a vossa visão sobre tudo o que estamos a viver.
Partilhem comigo em que mundo querem viver.
Conto convosco!

One Reply to “Quarentena”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s