Good!

Thought of talking to you today... Several times during the day... Today is not a good day to do so! Bad memories are too fresh today! Every time I thought of you, I got angry. Felt hurt by your words... Yesterday was... God! Hate this feeling! Felt hurt and disrespected! And today you asked me …

Amor…

Falar sobre o amor... Há muito quem fale sobre Amor... Como pessoa racional, o primeiro passo foi sentar-me em frente ao computador motivada a produzir uma apresentação magnifica, que deixasse todos de boca aberta e completamente maravilhados com a minha espectacular capacidade de comunicação e sabedoria sobre o Amor. O ego a tomar conta de …

Amo-te!

Sou quem sou E desde que não te vi Amo quem és E és o que viste em mim quando te olhei e esqueci! Conheço-te há pouco tempo E mesmo assim amei-te por toda a minha vida, Expectante que me reconheças tu também Como um amor antigo presente numa amizade recente! Dentro de mim Vive …

O que é o amor?

Amor é energia! Uma energia serena de início, como o Nocturno de Chopin, que vai oscilando de intensidade. Uma energia que vacila entre momentos de pura intensidade e momentos de plena serenidade. Uma energia que atinge um clímax, tendo como sentimento máximo o nascimento de um filho. Uma energia que parece ter acabado e mesmo …

Do silêncio!

Chegaste em silêncio. Mais uma vez caí num mar de certezas inseguras, que tanto me fazem questionar a felicidade desmesurada sentida sempre que te aproximas. Ainda desnorteada pelo turbilhão de pensamentos e sentimentos que me afloram a pele quando te vejo, ausentei-me em silêncio. No regresso forcei-me a esconder-te o olhar... que tanto gostas de …

Amor-perfeito

O mar… sempre ele! Enorme, molhado, frio e inspirador. Estava eu, sentada e de olhos cerrados, a sentir a brisa marítima a desorganizar-me os pensamentos. Queria perder-me no som dele. Impossível! Ali fiquei até que desisti. Abri os olhos e recebi mais um ensinamento salgado. O encontro entre o mar e as rochas desenhou na …

Na crista da onda

O dia acordou luminoso. Quando saí de casa senti os olhos com dificuldade em manter-se abertos. A luz empurrava-os para baixo. Desci a avenida a sentir o balancear das árvores. Delas vinha a brisa maravilhosa das manhãs quentes de verão. O aroma a algas aproximava-se a passos largos. Assim que o avistei, acompanhei um voo …

Depende da perspectiva

Assim que deslizo a porta sinto o ambiente a arrefecer. Na rua, o vento cortante percorre a minha face. Desço a avenida a grande velocidade, escondida entre o casaco e o cachecol, ansiando pelo aquecimento do comboio, que me levaria para mais uma longa viagem matinal. Pouco depois saí do gélido ar da cidade e …