Sentidos

escrita técnica, artigos, terapia sensorial

O ser humano associa, com alguma regularidade, novas ideias e acontecimentos à compreensão prévia que tem do Mundo, que provém das inúmeras experiências de vida. Cada uma destas experiências inclui elementos provenientes de uma associação dos sentidos, que consistem nas funções que propiciam os seres vivos de perceber e reconhecer as características do meio ambiente em que se encontram.

Numerologia: em que consiste?

arquétipos, numerologia, escrita técnica, artigos

A Numerologia é assim definida como uma técnica de análise da personalidade, iluminando as muitas facetas do comportamento humano, uma vez que o nome e a data de nascimento de uma pessoa estão em evidência por toda a vida, vibrando no inconsciente, como se fosse um código de presença.

A simbologia das cores

escrita técnica, artigos, terapia sensorial, cromoterapia

Assim que a influência das cores se tornou consciente para o ser humano – os antropólogos desconfiaram que a visão das cores não estava desenvolvida no Homem pré-histórico –, este aprendeu a usá-las em seu benefício. Desta forma, a cor, que até então apenas tinha uma utilidade estética, passou a ter também uma utilidade prática. Esta utilidade prática surge com a compreensão do impacto que cada cor tem no comportamento humano, ou seja, a simbologia de cada cor, desde as três cores primárias, as restantes cinco que constituem com as anteriores o espectro e as cores neutras.

Crescer, sempre! E como?

escrita técnica, artigos

Parece que destas definições a que melhor exprime o sentido de desenvolvimento é “tirar do invólucro”, visto o desenvolvimento ser a capacidade que cada um tem em tirar de dentro de si melhores competências, habilidades e atitudes.

Benefícios da massagem ayurvédica

escrita técnica, artigos, terapia corporal, ayurveda

Através da massagem, o organismo liberta fluídos corporais e desta forma promove a limpeza profunda dos órgãos. Esta limpeza relaxa o corpo e a mente, visto actuar sobre os músculos, a pele e o sistema nervoso, activando a assimilação de oxigénio e os nutrientes necessários ao correcto funcionamento do organismo.

Massagem ayurvédica

escrita técnica, artigos, terapia corporal, ayurveda

A massagem ayurvédica visa atingir a harmonia entre o corpo, os sentidos, a mente e a alma. Assim que nos libertámos, mergulhámos numa sensação de bem-estar reconfortante.

Sete chakras

escrita técnica, artigos, terapia espiritual, chakras

1º Chakra Básico – Muladhara 2º Chakra Umbilical – Swadhistana 3º Chakra Plexo Solar – Manipura 4º Chakra Cardíaco – Anahata 5º Chakra Laríngeo – Vishuddha 6º Chakra Frontal – Ajnã 7º Chakra Coronário – Sahashara

Três Doshas

escrita técnica, artigos, terapia corporal, ayurveda

Vatta - aquele que move coisas Pitta - o que digere Kapha - aquele que mantém as coisas juntas, abraçar, coerente

Cinco elementos

escrita criativa, artigos, terapia corporal, ayurveda

Fogo, Terra, Água, Ar, Éter, quando em equilíbrio, estes cinco elementos são sinal de saúde e felicidade, ou seja, são um suporte fundamental de vida.

Origens do Ayurveda

escrita técnica, artigos, ayurveda, terapia corporal

O conhecimento dos Vedas era transmitido inicialmente de geração em geração de uma forma oral, sendo, muito tempo depois, compiladas em textos escritos em sânscrito. Os textos védicos têm hoje em dia um valor comparável às Sagradas Escrituras da civilização ocidental, se bem que não tratavam apenas de religião. Os Vedas eram também uma fonte importante de conhecimento médico, que veio a ser o fundamento do Ayurveda.

Ayurveda

escrita técnica, artigos, terapia corporal, ayurveda

A harmonia energética, que se apresenta como a ideia central do Ayurveda, acontece através de pontos energéticos, conhecidos como chakras, localizados e interligados ao longo da coluna e constituídos por dois vórtices de energia, sendo que um permanece na frente e outro atrás.

Introspecção

escrita técnica, artigos

Posto isto, questiono: se a consciência está na génese de um ser racional e é constante, não dependendo da vontade do sujeito, como podemos definir a introspecção como um processo mental no qual tomamos consciência dos nossos estados mentais? Poderá a introspecção ser um processo mental no qual observamos a tomada de consciência de determinados estados mentais, que escolhemos para observar intencionalmente? Por outras palavras, a introspecção será apenas uma testemunha dessa tomada de consciência, em vez de ser a tomada de consciência. Desta forma, a introspecção seria sempre a atenção de ordem superior que falava Gilbert Ryle e o caos que referiu – o ciclo vicioso de redefinição constante da atenção de ordem superior – deixaria de fazer sentido.

Os signos entre nós!

escrita técnica, artigos

Olhar de longe aquela paisagem sensível que Godard criou através da linguagem do cinema, aponta o meu olhar para o bem e o mal de nada ver no tudo que há para ver. Aqui percebo que aquela imagem, ou fluir de imagens, indiciam a minha vontade de não querer ver a dor do mundo, a dor de um mundo que já não existe e que continua presente pelo espectro das formas que sobrevivem dele. Deste modo, não me permito levar por esse toque profundo do narrador e olho aquele fluir de imagens como uma criação desconcertante de um mundo que reconheço; olho aquelas imagens como fasma de um mundo que quero ver.

Será possível não comunicar?

escrita técnica, artigos, transformação pessoal, comunicação intrapessoal, interpessoal, transpessoal

As inúmeras experiências da vida definem a compreensão que fazemos de nós, dos outros e do mundo. A essa associamos regularmente novas ideias e experiências que nos chegam através dos nossos sentidos. Os sentidos são funções do organismo que nos permitem perceber e reconhecer as características do meio envolvente.

Será que uma estrutura intersubjectiva de reconhecimento mútuo pode unir-se a uma acção comunicativa descentrada do mundo, criando assim um claro caminho de entendimento e respeito mútuo?

escrita técnica, ensaios

Marshall Rosenberg defende que a violência, seja na forma como comunicamos, como nos comportamos ou seja na forma como tratamos os outros, nasce da educação punitiva e não da natureza do ser humano, passando uma ideia de necessidade de um trabalho profundo na educação de uma sociedade mais consciente e compreensiva.
A ligação que encontrei com Habermas e Honneth vem do facto de Rosenberg defender que a forma mais eficaz de nos conectar com as outras pessoas é aprender como nos expressámos na linguagem da vida e como responder às mensagens que recebemos dos outros. Assim, diz que «In Nonviolent Communication, we try to keep our attention focused by answering two critical questions: What’s alive in us? And what can we do to make life more wonderful?» .

Energias renovadas através do Pranayama

escrita técnica, artigos, terapia espiritual, pranayama

Esta terapia é nada mais do que a arte de dominar a respiração, já que é através dela que recebemos o ar que nos permite viver. Esta arte é utilizada por todo mundo por desportistas, por cantores/tenores, por actores de teatro e artistas de palco. Todos aprendem a dominar a respiração de forma a projectar melhor a voz, a oxigenar melhor os músculos de forma a ter mais força durante mais tempo ou apenas para controlar o nervosismo antes de um teste importante.

Limites: a viagem do crescimento interior

escrita criativa, crónicas, transformação pessoal, comunicação interpessoal

Os limites clarificam a comunicação sobre o que é verdadeiro para nós e sobre o que aceitamos dos eventos da vida, tornando-nos mais conscientes do nosso valor. E dessa forma, mais carinhosos e digno de ser amados.

União da meditação com o exercício físico

escrita criativa, crónicas, meditação

O truque é concentrar a nossa atenção na respiração. A cada inspiração sentir o ar a percorrer o organismo e a cada expiração controlar o ar de forma a aumentar o tempo da libertação do ar. A cada movimento sentir o nosso corpo, as nossas sensações, os pensamentos que nos provocam, sem permitir que nos alterem as emoções. A ideia é libertar por completo os pensamentos. Deixá-los fluir, se bem que mantendo-os à distância da nossa essência.