Contos

contos infantisoutros contos

 

 

 

A escrita é vital para mim. Uso-a como pele, como guia, como disciplina, como minha. E deixo-me usar por ela. Entrego-me à escrita e deixo que me questione, que me aponte um caminho, que me faça vibrar de emoção ou reflexão. É através das palavras que me descubro e reinvento. As palavras – as minhas palavras – alimentam-se na mensagem que descubro nas pessoas, nas coisas, nas experiências, nas emoções, nas oportunidades e nos sentimentos que a vida me oferece a cada dia.