Ego, onde tudo se desenrola!

escrita criativa, crónicas, coaching, relacionamentos, felicidade, motivação

Um relacionamento é um organismo vivo! Ele nasce, cresce e transforma-se! Nasce de nós para nós! Cresce por nós! Transforma-se dentro de nós! O relacionamento romântico floresce para satisfazer as nossas necessidades de prazer; para responder às nossas necessidades de atenção, carinho, admiração e reconhecimento; e para inspirar a entrega e a partilha genuína! Por isso, o prazer sexual satisfaz; a paixão desperta; o amor eleva! E, se olharmos para a forma como cada um pode evoluir para o seguinte, desvendamos sete fases de evolução num relacionamento romântico.

Prazer sexual, paixão ou amor?

escrita criativa, crónicas, coaching, motivação, felicidade, relacionamentos

A vivência humana abre caminho a várias experiências relacionais. Vivemos relacionamentos de amizade, familiares, românticos, sociais, profissionais… Vivemos relacionamentos com mais ou menos intensidade… Vivemos relacionamentos com mais ou menos impacto na nossa felicidade… E foi este impacto que me empurrou para mais uma reflexão sobre relacionamentos. Escolhi o relacionamento romântico por sentir que é o que mais conflito interior provoca. Este conflito interior nasce do choque entre o querer e os ideais que cada um adopta.

Paixão vs. Amor

escrita técnica, ensaios

A paixão acontece quando o amor-próprio escasseia! O amor acontece quando a paixão nos acorda!

Eu amo-te!

escrita criativa, relatos pessoais

Será que ele me ama? Esta pergunta era um vaivém constante. Eu precisava de o ouvir dizer que me amava e ele precisava de me ouvir dizer que o amava. Ontem e hoje, essa necessidade invadiu-me sem dó nem piedade!

O amor magoa!!?

escrita criativa, crónicas

Como pode o amor magoar? O amor fortalece! O amor é alegria! O amor é cuidado! O amor vale a pena! Ainda assim, essa ideia controla-me por dentro. Porquê? Grande pergunta! Resposta difícil! Grande pergunta, porque essa ideia de um amor doloroso não faz sentido para mim! Pergunta difícil, porque não consigo identificar de onde veio! Então, por que acredito nisso?

Amor incondicional: existe ou não existe?

escrita criativa, crónicas

Amar incondicionalmente não é permitir que os outros façam tudo o que querem. O facto de definir os nossos limites é a demonstração de que nos amamos e quando os partilhamos com os nossos entes queridos estamos apenas a demonstrar que, mesmo correndo o risco de os afastar de nós, acreditamos no amor que nos une.

Como acreditar que o amor existe?

escrita criativa, crónicas

Porque razão insistimos nós em achar que todas as relações que vivemos vão provocar as mesmas desilusões? Quantas vezes já nos desiludimos a nós mesmos? Provavelmente, muitas vezes. E como podemos achar possível que outros não nos desiludam, quando nós o fazemos? Afinal, estamos apenas a dizer que não acreditamos no amor, por causa das desilusões amorosas que sofremos. E sustentamos essa descrença numa desilusão amorosa que, por sua vez, está sustentada numa necessidade que não vimos respondida numa determinada relação amorosa. Esperávamos uma resposta e não a recebemos.

O amor que nos faz bem!

escrita criativa, textos curtos

Amar, por vezes, é confundido com direitos, com paixões, com posse. No entanto, o que nos leva a amar é a sensação de liberdade que vivemos quando estamos em contacto com alguém que vê a nossa perfeição dentro das nossas mais estranhas imperfeições.

Amor…

escrita criativa, crónicas

O ego a tomar conta de mim!!! E o que saiu? Uma folha em branco! A sério! Quem melhor que uma folha em branco para representar o Amor? Depois de muito pensar. Depois de muitos dias com a mesma folha em branco, percebi que o amor é uma folha em branco. Fechem a boca, vá lá! Acreditem! Não sou louca, nem isto é mais um programa de apanhados, se bem que seria com certeza o maior apanhado de todos os tempos!

Amor-perfeito

escrita criativa, textos curtos

O encontro entre o mar e as rochas desenhou na areia molhada um coração gigante – sem oscilações, dúvidas e defeitos.